Coelho

Que o Nando manda bem na parrilla já estou cansada de saber, mas no último churrasco da turma ele se superou… O coelho que eu não provei e o pessoal super adorou, fez sucesso!

20130323_214934

Para temperar, o assador dá a dica: Vinho branco, vinagre de maçã, azeite de oliva, sal, pimenta calabresa e sálvia!

Anúncios
Published in: on 11/04/2013 at 12:53  Comments (1)  

Janta mara

Semana passada resolvemos saborear a suculenta em casa. Depois de quase duas semanas nos EUA só no hambúrguer e na batata frita, nada mais justo do que passar uma temporada comendo bons bichos por aqui.

A pedida da vez foi uma costela de porco feita no forno, acompanhando arroz e pimentão amarelo recheado com queijo provolone. Estava realmente mara!

Se o autor desta bela carne se dispuser a revelar seus truques (já que eu sou uma verdadeira anta na cozinha), este post bem que poderia entrar para a categoria “Segredos do Assador”. Enquanto isso, como leiga, sei que entrou um limão e uma boa farofinha nesse prato, que deram um toque bastante especial.

Realmente, podemos dizer que meat is a really tasty murder!

Da série “Segredos do Assador”

O time do Arrotando decidiu inaugurar uma nova série no blog, a série “Segredos do Assador”. Aqui damos espaço para os familiares, amigos, namorados, metidos a assadores e assadores de verdade, contarem seus segredos para aquele churras perfeito degustado por uma de nós.
 
Inaugurando a série, eis o segredo para a melhor costelinha de porco dos pampas, by Gabi’s Boyfriend!
 

Ingredientes:
Costela Suína
Limões (Vários)
Sal Grosso
 
O assador deve primeiro salgar a costela, e banhá-la com um limão inteiro.
O segundo passo é colocar a costela para assar com o fogo forte, e à distância média. Nesse segundo passo, o osso deve sempre ficar virado para o fogo. Quando o osso já estiver bem dourado, a costela pode ser virada.
Depois que o outro lado da costela estiver também douradinho, o terceiro passo é outro banho de limão, de preferência no mesmo recipiente do primeiro banho… aproveitando aquele caldinho de sal e limão, got it?
A costela agora pode voltar para o fogo, e aí vai do feeling do assador, que depois de retirar a costela douradinha do fogo pode dar o golpe de misericórdia: o último banho de limão!
Assador, não se esqueça: picanha é que deve ser sangrenta, a costela é pra ser bem passada, branquinha, quase se desmanchando na boca!
 
Resultado: até o tigre da camiseta tentou abocanhar a costela.
 
Sucesso!

Valeu, Gabi Na.

%d blogueiros gostam disto: